Maria juliana Silva do Rosário

Apelido: Juju
Idade: 17
1. Quanto tempo de transição?
6 meses

2. Sabe me dizer a textura do seu cabelo?
Não

3. Conte sua historia com seu cabelo.
(conte todo o processo, químicas usadas, bc, se houve apoio e incentivo, bora lá solte as palavras)
R: nunca estava nos meus planos alisar meus cachos, eu tinha apenas 10 anos quando fiz minha primeira progressiva, pôs no meu primeiro dia de aula, tinha um grupo de meninas que sempre falava do meu cabelo, então descido alisar ! Passei muito produtos que não me em a cabeça os nomes !!
Tive apoio da minha segunda mãe rsrs que na verdade é a minha patroa !! Minha mãe por muitas vezes já me mandou alisar novamente ! Mais estou decidida do que quero !!
Fiz meu primeiro BC no dia { 03/09/16 às 10:00 }da manhã !!

4. O que te motivou a mudar e como se sente agora?
o apaixo da minha patroa me ajudou bastante, e quando eu via nas revistas e tv aquelas morenas lindas com seus belos cabelos cacheados, me deu vontade de ter aquilo tudo pra mim! Hoje eu sei oque eu realmente quero, e estou determinada a isso !!

5. Quais os produtos queridinhos do momento e por quê?
Não tenho um específico ainda, mais uso a linha Seda pra cabelo cacheado! E estou amando !!

6. Quais suas referências?
Nadia Santana, a que me dá mais força ! E a blogueira @meninacachos

7. Meu cabelo não é modinha por que…
Nem todos têm a paciência e determinação de querer oque e o seu natural

8. Que conselho você daria as pessoas que estão passando por esse processo?
É difícil ?! Sim e muito difícil mais no final o resultado é super maravilhoso e vai nos deixar feliz ! Eu falo por experiência própria !

9. Entre amigos…
Eu amo a ideia do óleo de côco, eu lavo o cabelo passo o creme de hidratação e em seguida o óleo de côco !! Deixo na cabeça por 15 minutos ! E tenho um resultado maravilhoso !

 

Beijokas e até o próximo post ❤

Anúncios

Aline Cristina da Silva

 Apelido: Line, Pretah, Nega e afins….
Idade: 29 anos

Vamos conversar…

1. Quanto tempo de transição?
7 meses – 1º período, 6 meses – 2º periodo

2. Sabe me dizer a textura do seu cabelo?
Tipo 4C

3. Conte sua historia com seu cabelo.
Brevemente vou contar sobre minha transição capilar que se iniciou em meados de 2013, eu demorei um pouco de tempo para me assumir negra, sabemos que vivemos num pais racista, com todos e quaisquer preconceitos possiveis, aqui tem sim! Claro que tem, e eu fui prova viva disso, sempre vivi num mundo onde eu tinha que ter um padrao de beleza e se fugisse disso, não seria aceita pelas pessoas, por muitossss anos, digo muitossss mesmo, vivi assim, aprisonada pelos meus proprios medos e receios.
Eu tive depressao e devido a isso, meu cabelo caiu, toda quimica que passava no cabelo, não segurava, foi quando decidi mudar radicalmente por dentro e por fora,cortei o cabelo! iria raspar pois já não aguentava mais viver assim, logo eu que sempre fui mega vaidosa com meus cabelos!!! Motivada por um amigo proximo, criei coragem e fui na galeria da 24 de maio, foi ali que tudo comecou , dia 19/12/2014.
Eu não chorei, fiquei me sentindo meio que estranha , pois passava quimica desde meus 12 anos e pela primeira vez, iria me ver natural.
Eu demorei uns dias para me acostumar, sofri muitas criticas, principlamente pela minha familia, muitas “ amigas” se afastaram de mim, no emprego fui demitida, sofri repressao, calunias, de todos os tipos, mas não desisti, fui em variassss palestras sobre emponderamento, movimento feminista, e fui tao amada, e me aceitei assim, do jeito que nasci, e que perca de tempo, eu ter um esteriotipo so para ser aceita pelas pessoas, se o amor proprio não estiver em primeiro lugar….
Já vao fazer 2 anos desde o BC e estou imensamente feliz com meu cabelo, ele exige muito de mim, mas me dedico para fazer meu melhor a ele, o amo como a mim mesma, e sou motivadora daquelas que passaram pela mesma coisa que passei, e o meu recado para aquelas que ainda estao no periodo de transicao e : NÃO DESISTAM! AME-SE! VENERE-SE!

Resumo:
Quimicas: Hidróxidos de Sodio, Lithium, Calcio, Hene,Progressivas de todos os tipos, Pente de Aço
BC: depois de 6 meses, raspei todo cabeça so deixei 2 dedos de cabelo do topo
Apoio: Incentivo dos meus amigos, principalmente o Felipe Araujo
Familia: não apóia ate hoje!
Sociedade: Uns olham torto, outros elogiam, outros nen thum…

4. O que te motivou a mudar e como se sente agora?
Queria me sentir livre! Livre para ir a praia, pisicina, tomar chuva, sair sem ter aquela pressão e opressão de ser quem as pessoas querem que você seja. Hoje me sinsto livre, empoderada e procuro contar minha historia onde eu passo

5. Quais os produtos queridinhos do momento e por quê?
Os que mais tenho usado são os da Salon Line e Makeda. Cremes para hidratação, para pentear, ativador , umidificador e gels

6. Quais suas referências?
Meu amigo Felipe o grande incentivador,se não fosse por ele essa mudança toda não aconteceria, as Bloggers que sigo e são inspiração para mim são: Patricia Avelino, Debora Ninja, Sara Oliveira, Ray Nicacio, Maraisa Fidelis, Gil Vianna

7. Meu cabelo não é modinha por que…
Meu cabelo é Identidade! Não moda!

8. Que conselho você daria as pessoas que estão passando por esse processo?Conselho simples: NÃO DESISTA! AME-SE! VENERE-SE! SE DEIXE CONHECER!

9. Entre amigos…
Minha dica é: conheça seu cabelo! Faça teste, compre diferente tipos de cremes , de diferentes tipos de marcas, as vezes o que e bom no meu tipo de cabelo, as vezes no seu não…eu gosto de variar , entre trancas, penteados, turbantes…E uma mistura que amo e gelatina da salon line e redutor de volume da capilicin, vai que não da erro!

10.Onde podemos te encontrar?
Negaisss, so marcar o lugar e horário que estarei La!

 

 

Que história inspiradora, parabens pela força Aline.
Beijokas e até o próximo post ❤

Blenda Leite Silva

Apelido: Bee
Idade: 23 anos

Vamos conversar…

1. Quanto tempo de transição?
Não passei pela transição, fiz BC.

2. Sabe me dizer a textura do seu cabelo?
Meu cabelo é 4b/c

3. Conte sua historia com seu cabelo.
Desde criança sempre tive um cabelo muito volumoso, e minha mãe naquela
época relaxava para ajudar nos cuidados do dia- a- dia. Relaxaram meu cabelo aos 5 anos,alisaram aos 10 anos, desde então fiz vários procedimentos químicos, como progressivas e selagens. Aos 16 anos fiz o corte Joãozinho, mas permaneci alisando. Com 18 anos parei de passar química no cabelo, tentei passar pela transição usando mega hair, como foi difícil e meus familiares me criticavam pelo fato da raiz do meu cabelo esta grande, passei a usar tranças as famosas Box braids, usei por 1 ano até fazer o BC. Confesso que foi libertador. Fiquei careca por 2 anos, nesse tempo engravidei da Odhara, e continuei careca até quando ela completou 6 meses de vida.

4. O que te motivou a mudar e como se sente agora?
Na verdade não me sentia bem com aquela imagem padronizada, não me sentia eu. Mas desde que minha filha nasceu e comecei a notar que o cabelo dela seria crespo como o meu, ela veio sendo minha motivação. Também pelas lutas diárias que nós enfrentamos, contra pessoas racistas e preconceituosas vindas de dentro da família. Minha filha me inspira.

5. Quais os produtos queridinhos do momento e por quê?
Casulão sempre, linha salon line to de cacho, linha bio extratus No Poo Lo Poo

6. Quais suas referências?
A Odhara é minha referência. O modo como ela vive, como ela responde a comentários racistas me motiva a seguir na luta.

7. Meu cabelo não é modinha por que…
Meu cabelo é ancestralidade, é símbolo de luta. É herança da minha bisavó.

8. Que conselho você daria as pessoas que estão passando por esse processo?
Não desista, por mais que o caminho seja cheio de obstáculos, siga em frente pois você não esta só.

9. Entre amigos…
Óleo de rícino é ótimo para fortalecer e ajuda no crescimento saudável dos cabelos, super indico. Meu penteado favorito é o afro puff, amo , principalmente nos dias de calor. Uso muito manteiga capilar com creme de pentear para fazer texturização no meu cabelo, como vocês sabem ele tem duas texturas.

10.Onde podemos te encontrar?
Instagram: @eublendaleite
Facebook: Blenda Leite
Blog: blog Odhara

 

 

 

 

Que orgulho em tê-la aqui no projeto, foi uma ds minhas musas inspiradoras